Comissão especial é criada para investigar mortes na Casa de Saúde

por Victor Vargas — publicado 16/10/2013 00h00, última modificação 08/11/2018 13h41
Na noite desta terça-feira (15) os vereadores avançaram no debate sobre a criação de...

Na noite desta terça-feira (15) os vereadores avançaram no debate sobre a criação de uma Comissão Especial para investigar as recentes mortes de bebês no Hospital Casa de Saúde Bom Jesus, em Caruaru. O objetivo dos parlamentares é ouvir os profissionais que trabalham na unidade, pacientes, observar as condições estruturais do prédio e assim contribuir para que sejam descobertas as possíveis causas dos incidentes.

Ficou definido que os vereadores farão uma visita ao local já na próxima sexta-feira (18), às 15h. Lá eles deverão ouvir individualmente os funcionários, para que ninguém sinta-se intimidado em opinar sobre os possíveis problemas da unidade de saúde e que apontem setores ou aspectos que ainda precisam ser melhorados.

Integram a Comissão Especial os vereadores Ranilson Enfermeiro (PTB), Jajá (PPS), Jadiel Nascimento (PROS), Louro do Juá (DEM), Edjailson da Caru Forró (PTdoB) e Val (DEM). Além do vereador Neto (PMN), autor da proposta, que não integra a comissão, mas que acompanhará a visita.

O líder da bancada da situação na Câmara, Ricardo Liberato (PSC), chegou a solicitar que, antes da visita à Casa de Saúde, os vereadores se reunissem com a secretária de Saúde de Caruaru, Aparecida Souza, para que ela explicasse o que tem sido feito para evitar que novas mortes sejam registradas na unidade de saúde. O pedido foi questionado pelo vereador Jajá, que destacou: “já tivemos a oportunidade de escutar a secretária, mas ela tentou nos convencer de que está tudo perfeito, de que não existem problemas. Então, acredito que o melhor a se fazer é ir lá observar quais são os problemas e somente depois escutar os gestores”. A ideia do parlamentar foi bem aceita, inclusive por vereadores da situação, preocupados que os incidentes tenham continuidade.

Após a visita, será elaborado um relatório oficial, onde será registrado o que pôde ser observado. 

Diogenes Barbosa/AI vereador Jajá

registrado em: