Câmara realiza audiência pública sobre o fortalecimento do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste (FNE) e o papel do BNB no país

por Núcleo de Comunicação — publicado 04/12/2019 23h00, última modificação 12/12/2019 09h45
Discussão cidadã sobre o Desenvolvimento da região Nordeste aconteceu nesta manhã no plenário da Câmara de vereadores de Caruaru.
Câmara realiza audiência pública sobre o fortalecimento do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste (FNE) e o papel do BNB no país

Fotos: Vladimir Barreto

Na manhã desta quarta-feira, 04, foi realizada a audiência pública para discutir a necessidade de fortalecimento do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste (FNE) e o papel do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para o avanço econômico da região Nordeste.

A propositura é do vereador Marcelo Gomes (PSB) que coloca em sua fala a preocupação que todos os brasileiros, em especial os nordestinos precisam ter com a onda de privatizações que temos visto no país e por isso se faz de grande importância falarmos sobre tais temas. O BNB tem 67 anos de existência com presente atuação no fortalecimento da nossa região.

Confira as informações destacadas do debate:

Fernando Batata, diretor do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, em sua fala coloca que “a missão do BNB é promover o desenvolvimento sustentável, geração de emprego e renda, o lucro é consequência”. Assim, a viabilidade de existência do banco depende do FNE para que possa atuar como política pública, com ações direcionadas à democratização do crédito, atendendo a toda a população, inclusive os pequenos produtores e empreendedores.

Dorisval de Lima, bancário da agência BNB-Caruaru, colocou que os bancos públicos realizam um papel muito importante na promoção de desenvolvimento do país por possuírem, diferentemente dos privados, um olhar para o fortalecimento da economia da região, promovendo cidadania e democracia.

Também foi colocado que o FNE não pode ser direcionado a outros bancos que não sejam públicos, como está fazendo o governo federal. Instituições estatais como o BNB ficariam muito frágeis, prejudicando a todos os brasileiros, direta ou indiretamente beneficiados pelas políticas públicas que tais instituições promovem. “O BNB, dentre os bancos, é um o principal aliado ao empreendedorismo, característica muito forte do brasileiro”, colocou o representante da agência BNB-Santa Cruz do Capibaribe, Anderson Tabosa.
Abidoral Rodrigues, funcionário aposentado do BNB, técnico de campo, coloca que “crédito sem orientação é dinheiro jogado fora, o BNB faz crédito orientado e isso transforma vidas”.

As audiências públicas e sessões da Câmara podem ser acompanhadas pela página do Facebook da Câmara: Poder Legislativo de Caruaru.

registrado em: ,