Câmara reabre debate sobre a situação da Feira de Caruaru

por Catiane — publicado 18/09/2018 21h30, última modificação 08/11/2018 14h00
A proposta é oportunizar discussão qualificada a partir de dados apresentados por pesquisador especialista nesse importante patrimônio da cidade
Câmara reabre debate sobre a situação da Feira de Caruaru

Foto Vladimir Barreto

Há duas reuniões consecutivas, vereadores vêm aclamando a necessidade de voltar a trazer como pauta central para discussão em plenário a preocupante situação da Feira da Sulanca: elencando não só as questões como a precária infraestrutura da atual área de trabalho dos feirantes, mas também apontar os principais personagens, interesses envolvidos e consequentes implicações que a já debatida transferência do centro de negócios poderia acarretar.

“A Sulanca é primordialmente dos sulanqueiros, mas também de todos nós Caruaruenses”, afirma o vereador Marcelo Gomes ao destacar a importância comercial e histórica desse que é um nos maiores centros de negócios ao ar livre do país. E que segundo ele, deve ser de interesse de todo cidadão desta cidade, melhorar as condições de atendimento ao público, ajudando a fomentar essa cadeia que impulsiona o turismo e economia local.

Na reunião de terça (18), foi anunciada a participação do autor de dois livros sobre a Feira de Caruaru e incansável pesquisador do tema, o professor Marcelo Sá, para apresentar dados, relatos e os resultados de anos de estudos sobre o negócio e a vida das pessoas que ajudaram a criar a identidade cultural de toda uma localidade – que deve acontecer durante próxima sessão ordinária, convocada para quinta-feira, dia 20.

A inciativa de convidar o professor partiu dos membros da casa, por intermédio e sugestão do edil Daniel Finizola. O intuito é extrair informações qualificadas que possam ajudar o Poder Executivo do município a tomar decisões mais acertadas sobre o destino de centenas de feirantes e consequentemente, de toda uma mola econômica  da cidade.

Para Finizola, projetos e discussões que já acontecem no meio acadêmico podem trazer as respostas e soluções para diversas demandas da população, como essa exposta. “Políticas públicas mais assertivas e que utilize melhor os recursos, só acontecem quando se senta, pesquisa, planeja, discute com a academia”. O vereador ainda ressalta a relevância do currículo do convidado, que ajudou a fundar um núcleo de estudo e intervenção só para tratar de assuntos que interferem diretamente na organização sociocultural e política do agreste, a exemplo da feira.

Os Parlamentares Rozael do Divinópolis; Duda do Vassoural e Alberes Lopes expõem a preocupação com o futuro da Sulanca que engloba a feira do Brasilit, de importados, artesanato e tantas outras que estão ameaçadas pela falta de cuidado e atenção do município. E destacam o sucesso de público dos pares Toritama e Santa Cruz, que hoje oferecem uma estrutura mais moderna, segura e confortável para os viajantes compradores não só do estado, mas de todo o Brasil.

Quem quiser conhecer mais sobre o a vida acadêmica e profissional do professor Márcio Sá que o habilitam a falar com propriedade sobre os assuntos aqui correlacionados, basta acessar: https://www.escavador.com/sobre/6913588/marcio-gomes-de-sa

O conteúdo integral da reunião ordinária ocorrida nesta terça, pode ser assistido a partir da página do Poder Legislativo de Caruaru no facebook.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.