“Casa do Povo” abre debate para reimplantar Parlamento Jovem

por Victor Vargas — publicado 13/11/2013 23h00, última modificação 08/11/2018 13h42
A Sala de Reuniões Vereador Wanderley Francisco de Oliveira foi palco, nesta quarta-feira (13) – de reunião histórica...

A Sala de Reuniões Vereador Wanderley Francisco de Oliveira foi palco, nesta quarta-feira (13) – de reunião histórica – envolvendo vereadores, lideranças estudantis, presidentes de partidos políticos, entidades da sociedade organizada, ONGs e representantes da Prefeitura Municipal de Caruaru (PMC). Convocada pelo presidente do Poder Legislativo, vereador Leonardo Chaves (PSD) – e com as participações da Comissão de Políticas Públicas para a Juventude – presidente Jajá (PPS) e os membros Gilberto de Dora (PSB) e Sivaldo Oliveira (PP), além de Neto (PMN), Eduardo Cantarelli (SDD), Louro do Juá (SDD) e Edjailson da Carú Forró (PTdoB) – a reunião trouxe na pauta do dia uma ampla discussão sobre a história do Parlamento Jovem e a posição clara da Câmara Municipal de abrir um processo de atualização democrática de composição, princípios, missão e, principalmente, a legalização dentro dos parâmetros que respondam às exigências regimentais e documentais – de acordo com a orientação da secretaria jurídica do Poder Legislativo. “O Parlamento Jovem funcionou de forma irregular, através de força normativa – depois dessa reunião, ficou acertado – sugerimos a criação de uma comissão das entidades representativas – que juntos – com a Comissão de Políticas Públicas para a Juventude e os vereadores, de acordo com as normas – será reinstalado o Parlamento Jovem”, comentou o advogado Bruno Martins, secretário jurídico da Câmara.

O presidente da comissão provisória do PSDB/Caruaru, Raffiê Dellon – candidato a deputado estadual, escolhido pela cúpula do partido no Estado – liderou o movimento pró PJ – que contou ainda com as presenças da Uesc, UFPE, Fafica, Asces, Ubes, UJS, JPSD, PT, PCdoB, PTN, PSB, PDT, DEM, JPSDB e Movimento LGBT, – além dos presidentes do PCdoB/Caruaru, Lino Portela, e do PT/Caruaru, Adilson Lira. “Vamos cumprir o combinado – uma comissão composta por oito membros dos partidos e entidades representadas na reunião vai apresentar uma contribuição para a instalação legal do Parlamento Jovem (PJ)”, resumiu o presidente da provisória do PSDB/Caruaru.

Todos os vereadores presentes se expressaram e contribuíram com depoimentos e opiniões ligadas às políticas jovens do PJ. “Vamos cobrar a democratização e legitimidade na escolha dos membros, princípios, empenho e, principalmente, postura do PJ diante do Poder Legislativo. Tenho a certeza que todos juntos – Comissão de Políticas Públicas para a Juventude, com o apoio de todos os vereadores e as entidades políticas e da sociedade organizada – vamos definir a reinstalação do PJ da Casa do Povo”, frisou o presidente Leonardo Chaves.

Guanabara Comunicação/AscomCâmara

registrado em: