Palestra na Câmara debate moda com sustentabilidade

por Victor Vargas — publicado 29/05/2015 00h00, última modificação 13/03/2017 08h16
Na última quinta-feira (28), o Salão Nobre Vereador Leonardo Chaves, na Câmara Municipal de Caruaru...

Na última quinta-feira (28), o Salão Nobre Vereador Leonardo Chaves, na Câmara Municipal de Caruaru, foi sede de um amplo debate sobre “Educação sustentável e seus paradigmas”, dentro do Ciclo Pernambucano de Moda, Arte e Sustentabilidade. O palestrante foi o Prof. Fábio Júnior da Silva, especialista em Gestão de Pessoas e mestrando em Educação pela Furne/PB. “Nós tratamos de educação sustentável, das leis e barreiras que enfrentamos quanto à conscientização ambiental e também sobre o reciclado, o renovado, a reutilização dos resíduos”, falou o professor.

Fábio Silva também é ativista pró-sustentabilidade e apontou uma questão para reflexão, principalmente das autoridades: “Caruaru é o segundo polo de confecção de jeans e também o segundo polo mais poluente da área do jeans. E o que nós iremos fazer com isso? Nós defendemos uma ação com as cooperativas, sobre a coleta seletiva, e a partir daí iremos sugerir uma nova reflexão para as pessoas voltando a esse ponto de educação ambiental, que é super importante”.

Muitos vereadores, além de ativistas e estudantes, participaram da palestra, entre eles o presidente da Câmara, Leonardo Chaves (PSD) e Carlos Santos (PRB), que trouxe a sugestão do debate na Casa Jornalista José Carlos Florêncio.

No evento foi lançada também a ideia da criação do Comitê de Sustentabilidade, para atuar em conjunto com a Comissão Parlamentar de Meio Ambiente da Câmara. “É uma forma de nós alertarmos as pessoas que os recursos naturais são finitos, que o planeta é finito. Então temos que nos preocupar com o futuro”, disse ainda o professor, que trouxe para o debate a questão da utilização excessiva da argila do Alto do Moura. “É um patrimônio histórico e cultural que está em escassez e a  gente precisa preservar essa argila, senão iremos perder isso. Nenhum dos recursos naturais é infinito e todos nós dependemos deles para viver”, concluiu Fábio Silva.

O presidente da Câmara, vereador Leonardo Chaves, apoiou a iniciativa e destacou a importância de toda a sociedade despertar para a questão da preservação ambiental, “antes que seja tarde demais”.

Gabriela Kopinits – Guanabara Comunicação/AscomCâmara

Foto: Vladimir Barreto/AscomCâmara
registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.