Plano de Cargos e Carreiras dos servidores da Destra será apresentado na Câmara

por Leonardo Santos - SECOM/Poder Legislativo de Caruaru — publicado 12/06/2018 11h29, última modificação 12/06/2018 11h29

Durante a reunião ordinária desta terça-feira (12), os 22 vereadores e a vereadora deverão apreciar o projeto de lei complementar 71/2018 de autoria do Poder Executivo, que trata do Plano de Cargos, Carreiras, e Vencimentos – PCCV dos Servidores da Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes – Destra. O PCCV traz a descrição dos cargos que compõem o quadro de servidores efetivos, especificando requisitos, atividades desempenhadas e remuneração. O Projeto de Lei será lido na sessão de hoje, e pode ser votado nas próximas reuniões ordinárias.

Ainda durante a reunião, os edis deverão apreciar o requerimento de autoria do vereador Edjailson da Caruforró (PRTB), que solicita a fiscalização por parte da Secretaria de Serviços Públicos de Caruaru, da condição dos bancos de feira, em todas as feiras livres de Caruaru. O projeto ainda prevê a manutenção dos bancos que estiverem com condições críticas.

Esses e outros projetos estão disponíveis para consulta na íntegra, através do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), no endereço eletrônico www.sapl.caruaru.pe.leg.br, na aba “Pautas das Sessões”. 

Valmir Silva
Valmir Silva disse:
12/06/2018 14h03
Os servidores não estão de acordo com esse pccdv. Senhores vereadores peçam vistas pra que seja mais descutido com os servidores.
cleberson lins
cleberson lins disse:
12/06/2018 21h34
Reajuste de 1% no salário é uma vergonha. não estamos de acordo com o atual pccv que o Executivo quer aprovar na Câmara, pois é diferente ao que a categoria aprovou e enviou a prefeitura.
Felipe Barros
Felipe Barros disse:
12/06/2018 23h47
O executivo é muito autoritário e antidemocrático, querem fazer o que quer e bem entender sem nenhum conhecimento da realidade. É necessário mais diálogo e experiências para que fique bom tanto para os servidores quanto para gestão e no final a população vai receber melhores serviços prestados.
Carlos Heitor
Carlos Heitor disse:
13/06/2018 09h40
Pra se ter um Pccdv desse melhor ficar sem , já estamos há dois anos sem reajuste , estávamos anciosos de que estaríamos sendo contemplado depois de várias reuniões e acordos, mas o que vimos foi um autoritarismo total da prefeitura, uma total falta de respeito com a categoria que acreditou nas promessa em dias melhores , que mesmo com dois anos sem um real de aumento se esforço com o efetivo reduzido que tem e ter que engolir um Pccdv que tira mais direitos nossos do que acrescenta. Uma vergonha!!!!
pretorio
pretorio disse:
13/06/2018 18h57
qual o interesse de querer extinguir uma categoria tao importante para cidade, estao querendo deteriorar o patrimonio publico
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.