Presidente da Câmara prestigia aniversário de Caruaru

por Victor Vargas — publicado 16/05/2014 00h00, última modificação 14/03/2017 10h55
O presidente da Câmara Municipal de Caruaru, vereador Leonardo Chaves (PSD), confirmou a presença...

O presidente da Câmara Municipal de Caruaru, vereador Leonardo Chaves (PSD), confirmou a presença em todas as solenidades e eventos do aniversário de 157 anos da cidade. A programação se inicia nesta sexta-feira (16), com a reinauguração da Praça do Convento, no Divinópolis, às 17h30. Neste domingo (18), data em que a cidade comemora 157 anos de fundação, as comemorações serão iniciadas às 5h, com a Alvorada Festiva, no Monte Bom Jesus, com a queima de fogos de artifício. Depois, às 8h, acontece no Marco Zero a solenidade de hasteamento das bandeiras do Brasil, de Pernambuco e de Caruaru, seguida por missa em Ação de Graças na Igreja da Conceição, às 9h.

O tradicional corte do bolo gigante, que aconteceria no hall da prefeitura, e o concerto com o Maestro Arthur Moreira Lima e Orquestra, previsto para o final da tarde, na Estação Ferroviária, foram cancelados por conta da greve da PM e dos Bombeiros. Apesar da greve ter sido encerrada ontem (15), a prefeitura disse que não teria “tempo hábil para reiniciar a organização destas atividades”.

De vila a cidade

Caruaru pertencia ao município do Bonito, do qual foi desmembrada em 1848, sendo alçada à categoria de “vila”. Tornou-se cidade, a primeira do Agreste pernambucano, pelo Projeto nº 20, do deputado provincial Francisco de Paula Baptista (1811-1881), defendido em primeira discussão em 03 de abril de 1857 e tornado realidade, depois de aprovação sem debate, em 18 de maio do mesmo ano, com a assinatura da Lei Provincial nº 416 pelo vice-presidente da província de Pernambuco, Joaquim Pires Machado Portela.

A primeira Câmara de Vereadores do município foi instalada antes de Caruaru se tornar cidade, em 16 de setembro de 1849, através do presidente da Câmara Municipal do Bonito, Francisco Xavier de Lima. Naquela época, em pleno Império, os municípios não tinham autonomia administrativa, eram regidos pelas Assembleias Legislativas Provinciais. Até a sua emancipação, Caruaru era governada pela Câmara, que legislava e administrava a cidade.

A emancipação, de fato, só aconteceu 36 anos depois de Caruaru “virar” cidade: em 1º de março de 1893, quando o Conselho Municipal, reunido em sessão extraordinária, recebeu o seu primeiro prefeito eleito, o Major João Salvador dos Santos, sendo, efetivamente, instalado e constituído o município de Caruaru. (Fonte: Nelson Barbalho)

Guanabara Comunicação/AscomCâmara

Foto: Orquestra Sanfônica – Luiz Galdino – Alto do Moura

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.