PL da Sulanca é aprovado na 2ª votação

por Victor Vargas — publicado 31/07/2015 00h00, última modificação 10/03/2017 11h54
A Câmara Municipal de Caruaru aprovou, durante Reunião Extraordinária, realizada na noite desta quinta-feira...

A Câmara Municipal de Caruaru aprovou, durante Reunião Extraordinária, realizada na noite desta quinta-feira (30), em 2ª discussão/votação, o Projeto de Lei nº 6.940/2015, que trata da transferência da Feira da Sulanca. Derrotado na 1ª votação, ocorrida na última terça-feira (28), por 15 votos a favor, 7 contra e uma abstenção, o PL do Executivo alcançou os 16 votos (2/3 dos edis) e foi aprovado. O PL segue agora para sansão do Poder Executivo.

Polêmica – Controverso e alvo de acalorados debates, o Projeto de Lei nº 6.940/2015 levou para o plenário da “Casa do Povo” representantes de entidades ligadas aos sulanqueiros e de vários segmentos da sociedade organizada. “Não entendi a mudança de voto do vereador Nino do Rap (DEM) ele é da nossa bancada e mudou de opinião, votou contra os sulanqueiros”, comentou o líder da oposição, vereador Antonio Carlos (DEM). Por outro lado, o vereador Zé Ailton (PDT), líder do governo, destacou que a matéria aprovada será fundamental para o desenvolvimento de Caruaru, já que a Feira da Sulanca precisa ser reestruturada.

Votos – Votaram a favor do Projeto de Lei nº 6.490/2015 os vereadores Manoel Alecrim (PSD), Edjailson da Caru Forró (PTdoB), Edmilson do Salgado (PCdoB), Heleno do Inocoop (PRTB), Rodrigues da Ceaca (PRTB), Carlinhos da Ceaca (PPS), Zé Ailton (PDT), o presidente Leonardo Chaves (PSD), Lula Tôrres (PR), Marcelo Gomes (PSB), Ricardo Liberato (PSC), Rozael do Divinópolis (PROS), Romildo Oscar (PTN), Jaelcio do Tenório (PRB), Carlos Santos (PRB) e Nino do Rap (DEM). Votaram contra os vereadores Antonio Carlos (DEM), Rosimery da Apodec (DEM), Gilberto de Dora (PSB), Duda do Vassoural (DEM), Tenente Tiburcio (PMN) e Demóstenes Veras (PROS). O vereador Ranilson Enfermeiro (PTB) voltou a se abster.

Guanabara Comunicação/AscomCâmara
Foto: Victor Vargas/AscomCâmara
registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.