Ministério Público dá parecer favorável a Jajá

por Victor Vargas — publicado 13/08/2013 00h00, última modificação 16/03/2017 11h38
O promotor de Justiça Criminal Sérgio Tenório, do Ministério Público de Pernambuco...

O promotor de Justiça Criminal Sérgio Tenório, do Ministério Público de Pernambuco, emitiu parecer favorável à prescrição do crime de falsidade ideológica de que o vereador Jajá (PPS) foi acusado em 2005.  Segundo a denúncia criminal, Jajá teria incorrido nos artigos 297 e 299 do Código Penal, que tratam de falsificação de identidade. Segundo análise do promotor, apesar do prazo prescricional da denúncia contra Jajá ser de doze anos,  como ele, na época, era menor de 21 anos, esse tempo cai para a metade, ou seja para seis, tendo esse prazo terminado em 2011. 

“Nós pedimos a prescrição do processo. O Ministério Público deu esse parecer favorável, com isso esperamos que o juiz siga a recomendação do MPPE, situação comum a esse tipo de decisão. O juiz deve julgar até sexta-feira e separamos por uma resposta positiva”, disse o advogado José Américo. 

Jajá responde agora à acusação, que ocasionou a sua prisão no dia 22 de julho, de receptação de veículo roubado. O vereador afirma que todas as acusações serão rejeitadas, uma vez que é inocente.

Guanabara Comunicação/AscomCâmara, com informações do Blog do Mário Flávio

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.