Marcelo Gomes questiona serviços de coleta da Compesa

por Victor Vargas — publicado 19/06/2014 00h00, última modificação 14/03/2017 10h39
Na última quarta-feira (18), o vereador Marcelo Gomes (PSB) participou da audiência pública...

Na última quarta-feira (18), o vereador Marcelo Gomes (PSB) participou da audiência pública, realizada pela Câmara Municipal de Caruaru, sobre a taxa de esgoto cobrada pela Companhia Pernambucana de Saneamento – Compesa. A audiência teve a participação de ONGs, vereadores e o público em geral.

Na reunião, representantes da ONG Terra Verde informaram que a Compesa não realiza o serviço a contento, coletando apenas 40% dos dejetos das residências e eliminando o restante no Rio Ipojuca. Na defesa da companhia, o gerente João Rafael informou que foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para melhorias na limpeza de esgoto das casas que ficam às margens do Ipojuca.

Já o vereador Marcelo Gomes questionou quando a empresa será responsável por 100% da coleta do esgotamento. “Nós temos que lutar para que realmente haja um tratamento de esgoto em Caruaru. Também é necessário que se diga que os poderes públicos também têm contribuído para a poluição do rio. Além do mais, qual é o programa da Compesa e o tempo que será necessário para coletar 100% dos esgotos do município?”, questionou.

O representante da Compesa informou que o projeto de modernização da empresa, em Caruaru, começa em agosto deste ano e deverá ficar pronto em 2019. Mas que o processo será gradual.

Monicky Mel Araújo/AI vereador Marcelo Gomes

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.