Funase é questionada em Audiência Pública na Câmara

por Victor Vargas — publicado 25/04/2013 00h00, última modificação 14/03/2017 12h49
Atendendo o Requerimento 552/2013, apresentado pelo vereador Edmilson do Salgado...

Atendendo o Requerimento 552/2013, apresentado pelo vereador Edmilson do Salgado (PCdoB), a Câmara Municipal de Caruaru realizou na manhã desta quinta-feira (25), Audiência Pública para discutir Termo de Ajustamento de Conduta para a Fundação de Atendimento Socioeducativo – a Funase.

A mesa dirigente dos trabalhos no Plenário da Câmara foi composta pelo autor do requerimento, vereador Edmilson do Salgado (PCdoB), pelo vereador Pastor Jadiel (PRTB), pela gestora do Centro de Internação da Funase, Daniela Braga, pela promotora de justiça do Ministério Público, Silvia Amélia, pela corregedora da Funase no Estado de Pernambuco, Maria Clara Amorim, por Michele Pereira, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Caruaru, e Ednaldo Cavalcante, representante do Conselho Tutelar de Caruaru. Participaram ainda os vereadores Marcelo Gomes (PSB), Dr. Demóstenes Veras (PSD), Rozael do Divinópolis (PMN), Jajá (PPS), Heleno do Inocoop (PRTB) e o presidente do Poder Legislativo, vereador Leonardo Chaves (PSD), além da presença, nas galerias, de representantes da sociedade organizada ligada aos direitos humanos de crianças e adolescentes.

Para a corregedora da Funase, Maria Clara Amorim, apesar dos atrasos no início da Audiência Pública, o objetivo foi alcançado: “O secretário da Criança e Juventude do Estado de Pernambuco, Pedro Eurico, e o presidente da Funase, Estácio Borges, não participaram da Audiência por estarem inaugurando o Centro de Internação de Petrolina, mas vão tomar conhecimento dos encaminhamentos sugeridos neste importante evento promovido pela Câmara Municipal de Caruaru. O Centro de Internação de Caruaru cobre todo o Agreste – 30 municípios – estamos tentando desafogar o nosso sistema, estamos construindo, ampliando e equipando os Centros de Jaboatão, Vitória, Recife, Garanhuns, Jaboatão, Arcoverde, Cabo e Abreu e Lima. A Funase opera há 46 anos e não adianta apenas a crítica -, a nossa clientela é fruto da sociedade”, comentou a corregedora.

Para o vereador Edmilson do Salgado (PCdoB), a Audiência Pública correspondeu a todas as expectativas e as demandas foram encaminhadas.  O vereador lembrou as necessidades da Funase, garantiu apoio nas aulas de corte e costura e destacou as dificuldades dos adolescentes presos, necessitando de apoio, acompanhamento para facilitar a recuperação da juventude.

Foto: Vladimir Barreto/AscomCâmara

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.