Câmara sedia abertura de encontro do MTST

por Victor Vargas — publicado 09/05/2014 00h00, última modificação 14/03/2017 10h57
O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realizou, na manhã desta sexta-feira (09), no plenário...

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realizou, na manhã desta sexta-feira (09), no plenário da Câmara Municipal de Caruaru, a abertura do 7º Encontro Estadual do movimento, com o tema “Autogestão na moradia em nossas mãos, a força de transformação”. O principal objetivo do encontro é o fortalecimento da organização e sua luta pela implementação do direito à moradia.

Estavam presentes no evento representantes do MTST e do UNMP (União Nacional por Moradia Popular) e delegados eleitos de diversos municípios, como Santa Cruz, Recife, Petrolina, Caruaru, Canhotinho, Carpina, Gravatá, Jaboatão e Abreu e Lima. Eles enfatizaram o movimento como forma de reforçar a formação política e a participação das lideranças na organização e na gestão do grupo. “O MTST é um movimento de vanguarda no Estado de Pernambuco – militantes  e os grupos formados não desistem do que é seu por lei” , ressaltou a representante da liderança estadual do MTST, Lídia Brunis.

O presidente da Câmara, vereador Leonardo Chaves (PSD), participou da solenidade de abertura do encontro. “Esta é a Casa do Povo e não poderia negar espaço a um movimento tão importante, que é esse 7° Encontro Estadual do MST, e também da participação da união nacional por moradia”, disse Chaves, que expressou a sua indignação com a falta de sensibilidade dos governantes para lidar com essa questão. “Eu tenho visto com muita tristeza alguns atos em que as pessoas invadem, por falta de moradia, certos espaços e antes do Governo resolver o que fazer, jogam eles na rua. Eu acho que deviam inverter essa situação – antes de jogar na rua, deveriam dar um teto primeiro para ir equacionando a situação de moradia do povo”, desabafou o parlamentar.

Leonardo finalizou seu discurso dando apoio à causa e ao movimento nacional por moradia popular. “Nós não aceitamos esse tipo de coisa e por isso que demos aqui o máximo apoio ao movimento para que eles continuem essa luta. Eu fiz questão de participar para mostrar o apoio, não só meu, mas da Casa como um todo, e também a minha indignação por esses atos de arbitrariedade que são praticados contra os sem-tetos na nossa região”, disse o presidente.

Guanabara Comunicação/AscomCâmara

Foto: Vladimir Barreto/AscomCâmara

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.